Kim Kardashian

é acusada de danificar vestido de Marilyn Monroe

Entenda a história

Kim Kardashian foi um dos destaques do MET Gala 2022 quando usou o icônico vestido de Marilyn Monroe.

O vestido

O vestido foi feito pelo estilista francês Jean Louis, que costurou-o diretamente no corpo nu de Marilyn Monroe, além de colocar mais de 6 mil pedras e tingi-lo de acordo com o tom de pele da atriz.

A ousadia de Marilyn 

Monroe desafiou a moda ao usar um vestido de aparência 100% nua para cantar ‘Happy Birthday’ ao então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, em seu aniversário de 45 anos, no ano de 1962.

O desafio de Kim Kardashian

Disposta a surpreender o público, Kim Kardashian precisou adquirir novos níveis de comprometimento para usar a peça de roupa, feita sob medida, do ícone norte-americano no MET.

A primeira prova

O vestido de Monroe foi adquirido da Julien's Auctions pela Ripley's em 2016, e antes que a exposição concordasse em emprestar a peça a Kardashian, ela foi convidada a experimentar uma réplica do tamanho.

A prova final

Após utilizar a réplica, Kim Kardashian pôde experimentar a peça, com o auxílio de luvas e uma equipe responsável por preservar o figurino - no entanto, o vestido não encaixou.

Never give up

Apesar do problema, Kim Kardashian insistiu em utilizar o vestido, e perdeu 16kg em menos de três meses, apenas para caber no design exclusivo de Jean-Louis.

A polêmica

Mesmo que tenha usado o vestido por apenas alguns minutos, Kim Kardashian acabou causando danos permanentes um artefato histórico para a cultura pop.

‘Tudo pelos holofotes’

Scott Fortner, historiador e colecionador responsável pela The Marilyn Monroe Collection, mostrou o tecido esticado e alguns cristais faltando, com apenas fios soltos para trás.

Kim Kardashian é acusada de danificar vestido de Marilyn Monroe

LEIA MAIS!

CLIQUE AQUI

Créditos: Gothan/Getty ImagesTexto: Emanuela Lemes
Edição: Gustavo Correia
Supervisão: Vitor Balciunas

CLIQUE AQUI